Tensão Arterial e a sua monitorização

Tensão Arterial e a sua monitorização

A pressão sanguínea é necessária para fornecer oxigénio e nutrientes aos órgãos do corpo.

No corpo humano o sangue está nos vasos sanguíneos, principalmente nas artérias e veias. A circulação do sangue exerce uma pressão constante nas paredes dos vasos sanguíneos. A pressão é determinada pelo bombear do coração e pela elasticidade das veias.

O coração contrai-se e expande-se novamente 60 – 80 vezes por minuto em média. Deste modo, bombeia o sangue sob pressão para as artérias para fornecer oxigénio e nutrientes aos órgãos do corpo. Os vasos sanguineos ramificam-se até à formação de capilares.  Este ”sistema de canalização” oferece mais ou menos resistência ao fluxo sanguíneo, se este estiver sob pressão suficiente.

A pressão é mais alta durante o batimento cardíaco do que quando o coração contrai. Esta pressão é conhecida como pressão sistólica. A fase de contração do coração, na qual a pressão sanguínea aumenta é conhecida como sístole. A pressão sanguínea atinge o seu ponto mais baixo entre dois batimentos cardíacos, p.ex.quando o músculo do coração relaxa. A pressão sanguínea neste ponto é a pressão diastólica. A fase em que o coração relaxa e a pressão sanguínea diminui é conhecida como diástole.

A pressão sanguínea é medida em mmHg. O valor sistólico é sempre especificado primeiro, depois o valor diastólico. Por exemplo: 120/80 mmHg significa que a pressão sanguínea sistólica é de 120 mmHg e a pressão sanguínea diastólica é de 80 mmHg.1 mmHg é a pressão que um milímetro (mm) de mercúrio (Hg) exerce. Como uma conversão: 1 mmHg = 0.00133 bar.

 

A monitorização da tensão arterial no ambulatório e em casa permite aos pacientes um diagnóstico preciso e desta forma conseguem identificar quando devem procurar ajuda médica ou alterar o estilo de vida.

 

Como funcionam os tensiómetros?

Os tensiómetros são dispositivos médicos não invasivos e não causam dor. Uma braçadeira insuflável, que está ligada a um dispositivo de monitorização da tensão, é colocada à volta do antebraço. Há duas maneiras de medir a tensão arterial:

  • Dispositivos de medição oscilométrica

    Com estes dispositivos, a braçadeira é colocada, quer no pulso (com o braço elevado à altura do peito) quer no antebraço. A braçadeira é insuflada e libertada por uma bomba e uma válvula eletrónicas. O dispositivo usa um sensor eletrónico de pressão para ler um valor numérico. Uma vez que o fluxo sanguíneo se encontra restrito, a pressão da braçadeira varia periodicamente em sincronia com a expansão cíclica e a contração da artéria braquial. Os valores da pressão sistólica e diastólica são calculados/processados a partir dos dados em bruto, usando um algoritmo.

 

  • Dispositivos de medição auscultatórios

    Estes usam também uma braçadeira insuflável, colocada à volta do antebraço, mais ou menos à altura do coração. Após a insuflação da braçadeira e da pressão ser lentamente liberta, o sangue recomeça a fluir nas artérias. O fluxo turbulento cria um batimento de pulsação sincrónica (som de Korotkoff). A pressão a que este som é detetado pela primeira vez é a pressão sistólica. A pressão da braçadeira continua a ser libertada até não se detetar qualquer som, na pressão arterial diastólica.

 

Criar o ambiente ideal:

Algumas pessoas reagem negativamente a ambientes clínicos, o que pode ter um efeito adverso nas leituras da sua tensão arterial. Por esse motivo, as leituras em casa podem ser mais fiáveis. Quando se mede a pressão arterial na clínica, ou em casa, é importante que o ambiente seja tal como o habitual, relaxado e calmo. O paciente deve estar sentado com o seu braço apoiado e estendido.

 

A escolha do aparelho certo:

Os tensiómetros são clinicamente eficazes apenas se forem fiáveis, corretos e exatos. Devem igualmente ser usados corretamente e nas condições adequadas.
A marcação CE é obrigatória nos aparelhos para uso doméstico, embora isso não seja uma garantia de que tenham sido clinicamente testados.

Os aparelhos para uso doméstico são geralmente oscilométricos. Para pacientes que necessitam de resultados muito exatos, a medição auscultatória é mais precisa, mas é habitualmente utilizada apenas por médicos.

Para maior segurança, há aparelhos que realizam ambos os métodos de medição (o método de Korotkoff, usado pelos médicos, e o método oscilométrico), de que resultam resultados fiáveis mesmo sob condições excecionais.

 

Obter leituras exatas:

 

Como medir a tensão arterial

As 10 regras de ouro para a medição da tensão arterial são:

  1. Efetuar a medição sempre à mesma hora. Temos aproximadamente 100,000 diferentes valores de tensão arterial ao longo do dia, logo as medições individuais não têm validade. Apenas medições regulares às mesmas horas do dia, durante um longo período de tempo, permitem uma avaliação significativa da tensão arterial.
  2. Não fumar nem beber café até uma hora antes da medição.
  3. Efetue a medição numa posição relaxada, sentado, após descansar 2 a 3 minutos.
    Até o trabalho de secretária aumenta a tensão arterial cerca de 6 mmHg sistolicamente e 5 mmHg diastolicamente.
  4. Não efetue a medição se sentir vontade de urinar. Uma bexiga cheia pode aumentar a pressão cerca de 10 mmHg.
  5. Antes da medição, leia cuidadosamente as instruções. A utilização correta do tensiómetro assegura a qualidade da medição e traduz-se em resultados precisos.
  6. Se utilizar um aparelho de pulso, mantenha a braçadeira (de pulso) ao nível do coração durante a medição. No caso de um aparelho de medição no braço, a braçadeira ficará automaticamente na altura correta.
  7. Durante a medição, não deve falar ou mover-se. Falar aumenta os valores cerca de aprox. 6 – 7 mmHg.
  8. Entre duas medições, espere pelo menos um minuto para que as artérias aliviem da pressão antes de uma nova medição.
  9. Introduza os valores no seu diário da tensão arterial: anote sempre os valores medidos juntamente com a medicação tomada, a data e hora.
  10. Meça regularmente. Mesmo que os valores tenham melhorado, deve continuar a medir por precaução.

 

 

Artigos retirado de:

https://hartmann.info/pt-PT/conhecimento-medico/personal-healthcare/a-pressao-arterial-e-o-papel-dos-cuidados-de-saude-primarios

http://tensoval.pt/o_que_e_a_tensao_arterial.php

 

Deixe uma resposta